Lidl deixa de vender produtos de plástico descartável

A partir de agosto, supermercados da cadeia deixam de ter copos e pratos em plástico descartável. A marca quer reduzir em 20% a utilização de plástico nos produtos

A cadeia alemã de supermercados Lidl anunciou que irá deixar de vender, a partir de agosto, produtos de plástico descartável, como copos e pratos, nas suas mais de 250 lojas em Portugal. É o primeiro passo de uma estratégia que irá ainda abranger a substituição de palhinhas e talheres nos produtos de conveniência e bebidas. A cadeia pretende reduzir em 20% a utilização de plástico nos produtos da marca até ao ano de 2025.

"Procuramos seguir uma abordagem clara quanto à nossa estratégia relativa aos plásticos, isto é: Evitar - Reduzir - Reciclar. Com o descontinuar da venda de artigos em plástico descartável evitamos a utilização deste material e contribuímos, assim, para uma melhoria do nosso balanço em matéria de plásticos", disse Bruno Pereira, administrador de compras do Lidl Portugal. Os artigos em causa serão substituídos por produtos em material alternativo e reciclável.

Em comunicado, o Lidl afirma ainda que tem vindo a "adotar diversas iniciativas com vista à redução de plástico", de que são exemplo as reduções nas embalagens das cápsulas de café - deixam de ter um invólucro de plástico por cápsula e passam a ter embalagens mais pequenas para o mesmo número de cápsulas. Estas alterações, afirma a empresa, "fazem prever uma poupança de cerca de 74 toneladas de plástico apenas neste produto em um ano".

Há mais exemplos. A quantidade de plástico usada por embalagem nos frutos secos foi reduzida, sem que tal tenha impacto no conteúdo em qualidade e quantidade. Na secção de Frutas e Legumes, Padaria e Frutos Secos e no caso dos têxteis, também já se promoveu a substituição das embalagens de plástico por embalagens de cartão.

Estas alterações, afirma a empresa, "fazem prever uma poupança de cerca de 74 toneladas de plástico apenas neste produto em um ano"

Para sensibilizar os consumidores, o Lidl tem trabalhado com associações ambientais, casos da ABAE, Amb3e,Quercus e Agência Portuguesa do Ambiente, no combate ao plástico nas praias portuguesas com o projeto de verão TransforMAR. O objetivo é sensibilizar a população e recolher plástico. Em vez de acabar a poluir o mar, o plástico será reciclado e transformado em equipamentos de atividade física que irão equipar as respetivas praias.

O administrador de compras, Bruno Pereira,informa ainda que haverá mais novidades: "Trabalhamos arduamente nos diferentes conceitos e continuaremos a manter os nossos clientes informados sobre quaisquer novidades e alterações. Em particular no que diz respeito às embalagens existem várias possibilidades interessantes que estão atualmente em fase de teste e que poderão efetivamente fazer a diferença."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.