Lidl deixa de vender produtos de plástico descartável

A partir de agosto, supermercados da cadeia deixam de ter copos e pratos em plástico descartável. A marca quer reduzir em 20% a utilização de plástico nos produtos

A cadeia alemã de supermercados Lidl anunciou que irá deixar de vender, a partir de agosto, produtos de plástico descartável, como copos e pratos, nas suas mais de 250 lojas em Portugal. É o primeiro passo de uma estratégia que irá ainda abranger a substituição de palhinhas e talheres nos produtos de conveniência e bebidas. A cadeia pretende reduzir em 20% a utilização de plástico nos produtos da marca até ao ano de 2025.

"Procuramos seguir uma abordagem clara quanto à nossa estratégia relativa aos plásticos, isto é: Evitar - Reduzir - Reciclar. Com o descontinuar da venda de artigos em plástico descartável evitamos a utilização deste material e contribuímos, assim, para uma melhoria do nosso balanço em matéria de plásticos", disse Bruno Pereira, administrador de compras do Lidl Portugal. Os artigos em causa serão substituídos por produtos em material alternativo e reciclável.

Em comunicado, o Lidl afirma ainda que tem vindo a "adotar diversas iniciativas com vista à redução de plástico", de que são exemplo as reduções nas embalagens das cápsulas de café - deixam de ter um invólucro de plástico por cápsula e passam a ter embalagens mais pequenas para o mesmo número de cápsulas. Estas alterações, afirma a empresa, "fazem prever uma poupança de cerca de 74 toneladas de plástico apenas neste produto em um ano".

Há mais exemplos. A quantidade de plástico usada por embalagem nos frutos secos foi reduzida, sem que tal tenha impacto no conteúdo em qualidade e quantidade. Na secção de Frutas e Legumes, Padaria e Frutos Secos e no caso dos têxteis, também já se promoveu a substituição das embalagens de plástico por embalagens de cartão.

Estas alterações, afirma a empresa, "fazem prever uma poupança de cerca de 74 toneladas de plástico apenas neste produto em um ano"

Para sensibilizar os consumidores, o Lidl tem trabalhado com associações ambientais, casos da ABAE, Amb3e,Quercus e Agência Portuguesa do Ambiente, no combate ao plástico nas praias portuguesas com o projeto de verão TransforMAR. O objetivo é sensibilizar a população e recolher plástico. Em vez de acabar a poluir o mar, o plástico será reciclado e transformado em equipamentos de atividade física que irão equipar as respetivas praias.

O administrador de compras, Bruno Pereira,informa ainda que haverá mais novidades: "Trabalhamos arduamente nos diferentes conceitos e continuaremos a manter os nossos clientes informados sobre quaisquer novidades e alterações. Em particular no que diz respeito às embalagens existem várias possibilidades interessantes que estão atualmente em fase de teste e que poderão efetivamente fazer a diferença."

Ler mais

Premium

robótica

Quando os robôs ajudam a aprender Estudo do Meio e Matemática

Os robôs chegaram aos jardins-de-infância e salas de aula de todo o país. Seja no âmbito do projeto de robótica do Ministério da Educação, da iniciativa das autarquias ou de outros programas, já há dezenas de milhares de crianças a aprender os fundamentos básicos da programação e do pensamento computacional em Portugal.

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...