Futebol online. Dezasseis equipas tentam ganhar Taça da Liga de clubes

Os adeptos de eSports na variante de futebol, FIFA 19, têm entre esta terça e quinta-feira, a fase final da Taça da Liga Pro Clubs. Um jogo por dia é transmitido em direto no canal da RTP na plataforma twitch.

Para os amantes da vertente de futebol de eSports esta é uma semana de muitas emoções: de hoje até quinta-feira realizam-se a fase final da Taça da Liga Pro Clubs em que 16 clubes tendo conquistar a segunda edição desta prova organizada pelo departamento de eSports da Federação Portuguesa de Futebol.

Uma competição na plataforma Playstation que foi ganha no ano de estreia pela equipa Grow UP após derrotar o Sporting por 1-0 na final, realizada a 28 de fevereiro de 2018, com um golo de ouro da autoria do jogador TomaneBALA.

Esta terça-feira têm lugar os jogos dos oitavos-de-final, com os vencedores a serem apurados para os quartos-de-final e depois os quatro vencedores disputam as meias-finais e a final no dia 10 (quinta-feira).

Os desafios de 11x11 são disputados a partir das 21.30 e o encontro entre a equipa do Sporting e o EGN será transmitido no canal de twitch da RTP. Os jogos desta noite são os seguintes: FTW Legacy-GD Estoril Praia; Sporting CP-EGN; CD Nacional-Blues; Grow Up- FC Paços de Ferreira; Galatics Club-Lionhearts; Vitória SC (Guimarães)-União de Leiria; Panthers AC Marinhense-Desportivo de Barca FC e Rio Ave FC-CD Feirense SAD.

O emparelhamento das equipas já conhecido garante que os finalistas do ano passado não vão encontrar-se jogo de atribuição do troféu. No máximo, Sporting e Grow UP podem defrontar-se numa das meias-finais.

For the Win Legacy, Sporting, CD Nacional e Grow UP venceram cada um dos grupos com seis vitórias cada, ou seja terminaram a primeira fase invictos.

Além do canal dedicado aos eSports da RTP também será possível seguir as incidências entre estas equipas de PlayStations no facebook da Federação Portuguesa de Futebol.

Nesta variante de eSports cuja referência é o FIFA 10 os jogos são disputados por equipas de 11 jogadores - tal como no futebol, mas tendo como diferença substancial que cada jogador está na sua casa a seguir as ordens do treinador - e cada desafio tem a duração de 16/17 minutos, que representam 90 virtuais.

A edição da temporada 2018/19 da Taça da Liga Pro Clubs contou com 80 clubes divididos em quatro grupos numa primeira. Os quatro primeiros classificados de cada um dos grupos apuraram-se para a fase que começa na noite desta terça-feira.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

'Motu proprio' anti-abusos

1. Muitas vezes me tenho referido aqui, e não só aqui, à tragédia da pedofilia na Igreja. Foram milhares de menores e adultos vulneráveis que foram abusados. Mesmo sabendo que o número de pedófilos é muito superior na família e noutras instituições, a gravidade da situação na Igreja é mais dramática. Por várias razões: as pessoas confiavam na Igreja quase sem condições, o que significa que houve uma traição a essa confiança, e o clero e os religiosos têm responsabilidades especiais. O mais execrável: abusou-se e, a seguir, ameaçou-se as crianças para que mantivessem silêncio, pois, de outro modo, cometiam pecado e até poderiam ir para o inferno. Isto é monstruoso, o cume da perversão. E houve bispos, superiores maiores, cardeais, que encobriram, pois preferiram salvaguardar a instituição Igreja, quando a sua obrigação é proteger as pessoas, mais ainda quando as vítimas são crianças. O Papa Francisco chamou a esta situação "abusos sexuais, de poder e de consciência". Também diz, com razão, que a base é o "clericalismo", julgar-se numa situação de superioridade sagrada e, por isso, intocável. Neste abismo, onde é que está a superioridade do exemplo, a única que é legítimo reclamar?

Premium

Adriano Moreira

A crise política da União Europeia

A Guerra de 1914 surgiu numa data em que a Europa era considerada como a "Europa dominadora", e os povos europeus enfrentaram-se animados por um fervor patriótico que a informação orientava para uma intervenção de curto prazo. Quando o armistício foi assinado, em 11 de novembro de 1918, a guerra tinha provocado mais de dez milhões de mortos, um número pesado de mutilados e doentes, a destruição de meios de combate ruinosos em terra, mar e ar, avaliando-se as despesas militares em 961 mil milhões de francos-ouro, sendo impossível avaliar as destruições causadas nos territórios envolvidos.