Greta Thunberg dá o nome a nova espécie de besouro

O especialista do Museu de História Natural de Londres que descobriu recentemente a nova espécie diz ser grande fã da jovem ativista sueca e quis assim prestar homenagem.

Uma espécie de besouro recém-descoberta recebeu o nome da jovem ativista Greta Thunberg. A Nelloptodes gretae mede menos de 1 mm e não possui asas ou olhos. O inseto, no entanto, possui duas antenas longas semelhantes a tranças.

Michael Darby é um entomologista do Museu de História Natural de Lisboa e decidiu homenagear Greta ao nomear a nova espécie. "Escolhi este nome por estar impressionado com o trabalho da jovem ativista. Quero prestar homenagem à sua contribuição excecional às questões ambientais", disse Michael Darby, que descobriu o pequeno inseto entre os 22 milhões de espécies da coleção do museu de Londres.

"Sou realmente um grande fã de Greta", diz o britânico. "É uma grande defensora da salvação do planeta e é incrível em fazê-lo, então pensei que era uma boa oportunidade para reconhecer isso."

O besouro foi recolhido na década de 1960 em Nairobi, no Quénia, por William Block que depois, em 1978, doou as amostras ao Museu de História Natural de Londres. "É uma das menores criaturas conhecidas de vida livre", disse Michael Darby. Explicou que ainda existem centenas de espécies por descobrir na vasta coleção do museu e no mundo, incluindo algumas que desapareceram antes de serem classificadas, devido à perda de biodiversidade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG