Fotografia de dois ratos a lutar por comida vence prémio

Imagem captada por Sam Rowley, 25 anos, numa estação de metro da capital inglesa foi a preferida do público que votou no prémio de Vida Selvagem do Museu de História Natural de Londres.

É na penumbra do metro de Londres que dois ratos lutam por um pedaço de comida. A imagem - intitulada "Station Squabble" [Disputa na estação] - foi captada pelo fotógrafo Sam Rowley e é a vencedora do prémio "Wildlife Photographer of the Year LUMIX People's Choice Award". Foi escolhida entre mais de 48.000 imagens que concorreram a este prémio de fotografia da vida selvagem do Museu de História Natural de Londres, com a votação ser feita pelo público.

A imagem mostra os dois ratos em luta por algumas migalhas de comida numa estação de metro. "Todos sabemos que existem ratos no metro, mas creio que nunca ninguém os viu nesta luz", disse Sam Rowley, de 25 anos, citado pela CNN.

Rowley admitiu ter recebido uns quantos de "olhares estranhos" dos passageiros enquanto esteve deitado no chão de várias estações do centro de Londres, mas sem problemas: "As pessoas eram bastante curiosas, acabavam a falar muito e eram agradáveis com a cena toda."

A foto vencedora foi selecionada de uma lista restrita de 25 imagens.

Quatro outras fotos foram muito elogiadas, incluindo a imagem de um orangotango forçado a participar numa performance de boxe em Banguecoque (Tailândia).

Outra de dois jaguares (onças-pintadas, em brasileiro) a segurar uma anaconda no Brasil é também impressionante.

A imagem de um rinoceronte e de um guarda-florestal no Quénia ficou também nas cinco melhores das escolhas do público.

Sam Rowley, um fotógrafo semi-profissional, teve a ideia para a fotografia dos ratos no metro depois de ter recebido um vídeo de um amigo. Passou cerca de uma semana a visitar plataformas de metro à noite, ficando até as primeiras horas da manhã.

"Fiquei bastante dececionado com o que consegui no início", disse, acrescentando que a imagem "cresceu" com ele ao longo do tempo.

"Com a maioria do mundo a viver em áreas urbanas e cidades, é preciso contar a história de como as pessoas se relacionam com a vida selvagem", explicou. "A vida selvagem é fantástica e julgo que precisamos apreciar os animais menores e supostamente mais difíceis de conviver".

Michael Dixon, diretor do Museu de História Natural, disse que a imagem dos ratos lutando "fornece uma visão fascinante de como a vida selvagem funciona num ambiente dominado por humanos".

"O comportamento dos ratos é definido pela nossa rotina diária, pelo transporte que usamos e pelos alimentos que descartamos", acrescentou Dixon, num comunicado à imprensa. "Esta imagem lembra-nos que os humanos estão entrelaçados com a natureza. Espero que inspire as pessoas a pensar e a valorizar mais esse relacionamento".

Pode ver todas as imagens no site do Museu de História Natural de Londres.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG