Famoso radiotelescópio Arecibo vai deixar de funcionar

Localizado em Porto Rico, o Observatório Arecibo vai ser desativado após 57 anos de várias descobertas. A decisão deve-se à rutura de cabos de suporte que comprometem a segurança de um dos maiores radiotelescópios do mundo.

O famoso radiotelescópio Arecibo, localizado em Porto Rico, vai ser desmontado após 57 anos de serviço devido à rutura de cabos que levaram à ameaça de colapso da sua estrutura, anunciou esta quinta-feira a Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos (NSF na sigla em inglês).

Dois cabos que seguravam o telescópio de 900 toneladas sobre uma antena parabólica de 305 metros de diâmetro romperam-se, a 10 de agosto e 6 de novembro.

Os engenheiros estão preocupados que outros cabos também possam partir a qualquer momento, tornando qualquer tentativa de reparo excessivamente perigosa.

O telescópio é um dos maiores do mundo e tem sido uma ferramenta para muitas descobertas astronómicas.

Telecópio Arecibo foi estrela no cinema

A fundação dá prioridade à "segurança dos trabalhadores, da equipa do Observatório de Arecibo e dos visitantes, o que torna esta decisão necessária", mas representa um momento "infeliz", disse o diretor da NSF, Sethuraman Panchanathan.

"Durante quase seis décadas, o Observatório de Arecibo tem servido como um farol para a ciência inovadora e demonstrou como pode ser uma parceria com a comunidade",afirmou.

"Esta decisão não foi fácil de tomar", disse Sean Jones, diretor assistente de ciências físicas e matemáticas da NSF, durante uma conferência de imprensa. "Nós entendemos o quanto Arecibo significa para a comunidade [científica] e para Porto Rico."

Com a hashtag "WhatAreciboMeansToMe" ( "o que Arecibo representa para mim", em tradução livre), mensagens a lamentar o fim do observatório surgiram no Twitter de astrónomos profissionais e amadores que usam o telescópio para o seu trabalho de observação do cosmos há décadas.

"Mais do que um telescópio, Arecibo é a razão de estar até na astronomia", escreveu o astrónomo local Kevin Ortiz Ceballos no Twitter.

Karen Masters, professora de astrofísica do Haverford College, na Pensilvânia, partilhou uma foto dela e da filha junto à antena de rádio em 2008 e disse que estava "de coração partido e dececionada".

Uma cena de ação do filme de James Bond Golden Eye tem como pano de fundo o telescópio e no filme Contacto uma astrónoma interpretada por Jodie Foster usa o observatório durante a sua procura por sinais alienígenas.

A empresa de engenharia que examinou a estrutura concluiu que os cabos restantes eram possivelmente mais fracos do que o esperado e recomendou a demolição controlada, que foi aceite pela fundação.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG