Descoberto em Madrid um dos primeiros casos de dengue transmitido sexualmente

Um homem que teve relações sexuais com outro que tinha estado nas Caraíbas foi diagnosticado em Espanha e lança novas dúvidas sobre a forma como a doença é transmitida.

O Hospital Ramón y Cajal de Madrid diagnosticou um homem com dengue, que terá contraído por contágio após ter tido relações sexuais com outro homem que contraiu a doença numa viagem que fez às Caraíbas, mais concretamente a Cuba e República Dominicana.

Esta é uma das primeiras infeções com dengue por via sexual descobertas no mundo, uma vez que apenas existe referência em livros científicos a outro caso semelhante na Coreia do Sul.

Este contágio foi confirmado pelo Centro Nacional de Microbiologia do Instituto de Saúde Carlos II, em Madrid, em meados de setembro. "O paciente apresentava sintomas compatíveis com o dengue, como febre alta, eritema cutâneo e dores intensas", referiu Santiago Moreno, chefe do serviço de Doenças Infecciosas do hospital, citado pelo jornal El País.

A suspeita foi confirmada em laboratório e lançou novas dúvidas sobre a origem da infeção provocada pelo dengue. "Tivemos de fazer um trabalho de investigação muito pormenorizado, acrescentou Moreno, acrescentando que "não foi detetada a presença do mosquito tigre na residência nem em qualquer um dos lugares da Comunidade de Madrid visitados pelos dois doentes".

Também citados pelo El País, a epidemiologista Susana Jiménez e o biólogo Andrés Irisio consideram que o caso é importante por ser o primeiro descrito como tendo sido por transmissão da doença "numa zona sem mosquitos que podem atuar como vetores da doença". "Ainda assim, trata-se de uma via pouco frequente, pelo que o risco para a população é considerado baixo", assumem.

A dengue é uma doença causada por um vírus que geralmente é transmitido pela picada de um mosquito e é endêmica em vários países da América, sudeste da Ásia e África.