Saúde

COVID-19

Videochamadas para responder ao covid e a consultas em atraso

Começou em Ovar, durante o cerco sanitário, mas o objetivo é estender-se ao resto do país, diz o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, em entrevista ao DN. Os médicos estão a começar a acompanhar os doentes com covid-19 através de uma videochamada. Este método permite também responder a parte das consultas adiadas em tempo de pandemia.