refugiados

Reportagem na COP25 em Madrid

Refugiados ambientais sofrem tanto como os das guerras

Os desastres climáticos tornaram-se a primeira causa de migração em todo o mundo. Todos os anos, mais de 20 milhões de pessoas deixam as suas casas por causa de problemas ambientais. Não sofrem menos do que quem foge de um conflito bélico, alerta o advogado ambientalista Ibrahim Mbamoko, no primeiro dia da Cimeira do Clima das Nações Unidas, em Madrid, na qual os refugiados ambientais foram uma sugestão forte para colocar na agenda dos políticos.