maternidade

Joana Amaral Dias

Quem tem medo do SNS?

Infelizmente, hoje em dia só confia no Serviço nacional de Saúde quem não tem alternativa. Este fim-de-semana, morreu mais um bebé. Mas haverá quem pense que assim se salvou um pouco mais do SNS. Porventura, até o planeta. O mesmo se pode dizer da mortalidade materna, que agora atingiu o nível mais alto dos últimos 38 anos. A DGS diz que está a investigar - têm morrido muitas mulheres devido a complicações da gravidez, parto e puerpério. Estes números já estavam a deteriorar-se antes da louca gestão da covid, piorando em 2020. Note-se que se trata dos mais importantes indicadores da qualidade das respostas públicas neste sector.

Comportamento

Elas não querem ter filhos - e são felizes assim

Escolheram não ser mães numa sociedade que lhes diz que o propósito da vida deve ser gerar uma criança. Apesar de já existir uma maior aceitação social desta opção de vida, sentem que ainda são olhadas com estranheza. Depois de um cientista britânico ter dado que falar ao dizer que as mulheres são mais felizes sem filhos, três mulheres contam porque continuam a resistir à pressão social para a maternidade.