Londres

EUA

Trump em Londres: depois da pompa, é hora de política e protestos

Entre a receção oficial, o banquete da rainha Isabel II Trump tweetou que russos saíram da Venezuela, aproveitou para ameaçar novamente o México e para menosprezar os protestos contra si em Londres. Nesta terça-feira vai reunir-se com a primeira-ministra demissionária Theresa May. Líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, junta-se aos manifestantes e vai discursar contra o presidente dos EUA.