Testes rápidos chegam nesta sexta-feira a 500 farmácias de Portugal continental

Numa primeira fase estarão garantidos 120 mil testes antigénicos à presença do SARS-CoV-2 que podem ser feitos em casa.

Os testes antigénicos à presença do SARS-CoV-2 que podem ser feitos em casa começam a ser vendidos nas farmácias nesta sexta-feira e, de acordo com a Alliance Healthcare, haverá 500 farmácias em Portugal continental preparadas para comercializar os testes.

Em comunicado enviado às redações, a empresa garantiu que "um primeiro lote de 500 farmácias já poderá dispensar" estes testes, em "todos os distritos" de Portugal.

Durante o fim de semana, os testes antigénicos também deverão chegar às farmácias das regiões autónomas da Madeira e dos Açores, prossegue a nota da empresa de distribuição de medicamentos e produtos farmacêuticos.

Numa primeira fase estarão garantidos 120.000 testes deste tipo à presença do SARS-CoV-2.

"A rede de farmácias dispõe de mais de 10 mil farmacêuticos disponíveis para dispensar" estes testes rápidos antigénicos.

Infarmed recebeu 32 pedidos para venda de autotestes mas apenas um está autorizado

Na quinta-feira, o Infarmed, em comunicado, referiu que, até ao momento, apenas está autorizado o teste SARS-CoV-2 "Rapid Antigen Test Nasal do fabricante SD Biosensor, Inc, uma vez que deu cumprimento aos critérios definidos, quer na apresentação de 25 testes quer na apresentação de 25 testes destinada a ser fracionada em farmácias e LVMNS [Locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica] autorizados".

Com vista à autorização de autotestes covid-19 pelo Infarmed, ao abrigo da portaria que estabelece um regime excecional e temporário para a realização em autoteste de testes rápidos de antigénio (TRAg), foram definidos os critérios de inclusão neste regime para sua a utilização de TRAg "de uso profissional por leigos".

Neste âmbito, o Infarmed tem recebido desde 22 de março diversos pedidos que totalizaram 32 até terça-feira relativos a 31 referências de testes (algumas variam na apresentação - número de testes) de 21 fabricantes distintos.

"De todos os requerimentos recebidos, apenas 10 foram devidamente submetidos pelo fabricante, tal como exigido, uma vez que este é o responsável por toda a informação e documentação técnica relativa aos testes", salienta.

O Infamed explica que existem muitas vezes vários distribuidores para o mesmo teste, sendo necessário assegurar, que apenas um teste é submetido ao Infarmed e sob a responsabilidade do fabricante.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG