"Seguro por natureza". Açores lançam campanha para atrair turistas

É o primeiro arquipélago sustentável do mundo e um dos destinos mais seguros da Europa.

"Açores. Seguro por Natureza" é o mote da nova campanha do Turismo dos Açores que pretende conquistar os viajantes nacionais e internacionais quando o mundo ainda enfrenta a pandemia de covid-19. Primeiro arquipélago a ser certificado como destino sustentável, pela EarthCheck, em 2019, os Açores são considerados um dos destinos mais seguros da Europa em 2021.

"Acreditamos que a recuperação do turismo será mediada por uma estratégia que alie a segurança à sustentabilidade do destino", disse a diretora regional do Turismo dos Açores, Rosa Costa, na apresentação da campanha, em simultâneo em várias ilhas. "A procura turística internacional tem dado preferência a destinos não massificados de natureza e mais sustentáveis e por experiências autênticas, como o contacto imersivo, mas de respeito pelas comunidades locais", acrescentou, colocando os Açores na linha da frente deste turismo.

Na questão da segurança, numa altura de pandemia de covid-19, a ideia é não só garantir "uma operação turística segura para todos que viajam para os Açores", mas também "a salvaguarda e o respeito da saúde pública da região", acrescentou. "A situação epidemiológica está controlada" acrescentou, lembrando também que há nove ilhas e que a situação é diferente entre elas. No Corvo, onde vivem cerca de 400 pessoas, a população já está toda vacinada, incluindo a segunda dose, e já foi alcançada a imunidade de grupo.

O governo dos Açores paga atualmente o teste obrigatório para aqueles que visitam o arquipélago (que tem de ser repetido seis e 12 dias depois no caso de estadias mais alargadas), mas depois do final do estado de emergência deixará de ser possível impor esse teste. Dessa forma, disse o presidente da Associação Turismo dos Açores, Carlos Morais, a ideia será incentivar na mesma a realização destes testes, pagos pelo governo regional, com a entrega de um voucher de 30 euros que depois poderá ser utilizado durante a viagem.

Em relação à sustentabilidade do destino, os Açores querem ir mais longe e procurar o nível dois de certificação internacional. "Este compromisso, assumido pelo governo regional dos Açores, pretende alcançar metas cada vez mais ambiciosas para o turismo, mas também aos níveis social, cultural, ambiental e económico num processo que é de todos e para todos", acrescentou Rosa Costa.

"Estamos prontos a arregaçar as mangas e a dar as mãos para que o turismo seja de novo uma fonte de riqueza geradora de emprego para aqueles que cá vivem" disse Carlos Morais. "Os açorianos estão prontos para vos receber e nós gostamos de vos receber" acrescentou.

Campanha

"Na natureza nada é estático. Há um curso ao qual temos que nos render, que nos deixar levar. Porque no fundo há uma certeza, para onde quer que o vento nos leve, a vida encontrará sempre a sua rota perfeita, o seu melhor e mais seguro caminho. Uma nova forma de experienciar, de evoluir. Um tempo de maior consciência e conexão. Um lugar para novas aventuras, mais liberdade e uma vida plena. Açores. Seguro por Natureza", diz o vídeo da campanha, com imagens de uma família em várias atividades pelos Açores.

A campanha, apresentada esta sexta-feira, une os conceitos de família e natureza. "Nos Açores, a par da natureza, as pessoas são também centrais", explicou o diretor de Marketing da Associação de Turismo dos Açores, Carlos Bessa. Daí usar-se a imagem de uma família, porque "proteger o que é nosso, é seguro por natureza".

A campanha, que custou cem mil euros segundo o presidente do Turismo dos Açores, destina-se ao mercado nacional, mas deverá ser depois alargada a quatro países: Alemanha, França, Espanha e Reino Unido.

A apresentação da campanha foi acompanhada, um dia depois de ser assinado o Dia Mundial da Terra, da plantação de espécies endémicas nas várias ilhas, para reforçar a importância da natureza.

O DN viajou a convite do Turismo dos Açores

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG