RTP. Comissão de Trabalhadores quer um representante na administração

A notícia é avançada pelo Expresso que cita o coordenador da Comissão de Trabalhadores da RTP a dar conta de que vai entrar uma ação em Tribunal para obrigar o governo a incluir um representante dos trabalhadores no conselho de administração

A Comissão de Trabalhadores (CT) da RTP e os sindicatos que representam os funcionários defendem a designação de um representante no conselho de administração da estação de rádio e de televisão pública.

"Vamos entrar com uma ação em tribunal, que está neste momento a ser estudada", adiantou ao Expresso Nelson Silva, coordenador da Comissão de Trabalhadores (CT) da empresa pública.

Segundo este jornal, além da Comissão de Trabalhadores, esta ação será movida pela Federação dos Engenheiros, o Sindicato das Comunicações de Portugal, o Sindicato Independente dos Trabalhadores da Informação e Comunicações, o Sindicato dos Jornalistas, o Sindicato dos Meios Audiovisuais e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisuais.

A CT e os sindicatos querem usar o caso da TAP - que vai passar a ter um representante dos trabalhadores no conselho de administração - para fazer pressão sobre o Governo para que o representante eleito recentemente pelos trabalhadores, Alexandre Leandro, integre o conselho de administração da RTP como vogal não executivo.

Recorda o Expresso que em 2009 um acórdão judicial deu razão à CT da companhia açoriana, que queria também ter um representante dos trabalhadores na administração, o que veio a conseguir.

O coordenador da CT recorda que, no passado, os estatutos da RTP chegaram a prever um representante dos trabalhadores na administração. "Antes da fusão da televisão com a rádio, essa figura existia nos estatutos. Com a fusão das empresas, isso foi retirado. É também com base nisso que vamos para tribunal: não podem retirar-nos um direito que já existia. É um direito constitucional que a empresa já teve e que lhe foi retirado."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG