Prazo para responder a Censos 2021 pela Internet prolongado até 31 de maio

O INE já recebeu cerca de 3,7 milhões de respostas, representando 80% dos alojamentos cobertos pelo recenseamento e referindo-se à situação de mais de nove milhões de pessoas.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) prolongou até 31 de maio o prazo para responder pela Internet ao Censos 2021, passado o prazo preferencial de resposta que terminou na segunda-feira.

Entre o dia censitário de 19 de abril e o fim do prazo inicial, o INE recebeu cerca de 3,7 milhões de respostas, representando 80 por cento dos alojamentos cobertos pelo recenseamento e referindo-se à situação de mais de nove milhões de pessoas.

A resposta ao Censos 2021 foi dada maioritariamente através de resposta pela Internet (eCensos), que registou cerca de 90% do total de respostas. Os restantes 10% das respostas foram dadas pelo eBalcão, disponível nas juntas de freguesia, por via telefónica ou resultaram de apoio direto por parte do recenseador, acrescenta.

Até final do mês, os alojamentos que ainda não responderam irão receber um aviso de contacto ou a visita do recenseador a lembrar a necessidade de resposta ao recenseamento.

Não responder pode dar multa

Quem não responder, por algum motivo, pode estar sujeito a uma multa, conforme está definido no decreto-lei dos Censos 2021, onde se refere que "constitui contraordenação qualquer um dos seguintes comportamentos":

- O não fornecimento da informação solicitada pelo INE;

-O fornecimento de informações inexatas, insuficientes ou suscetíveis de induzir em erro;

- A oposição às diligências das pessoas envolvidas nos trabalhos de recolha dos Censos 2021;

- A recusa de acesso à informação administrativa referida no artigo 18.º (que diz respeito às variáveis censitárias obrigatórias definidas nos regulamentos europeus).

As multas aplicáveis são de 250 a 25 mil euros, em caso de pessoa singular, ou de 500 a 50 mil euros, em caso de pessoa coletiva. Já "em caso de negligência os montantes mínimos e máximos das coimas previstas nos números anteriores são reduzidos para metade".

Para responder pela internet em censos2021.ine.pt, os alojamentos deverão usar os códigos que constam nas cartas entregues pelos recenseadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG