Sociedade
25 março 2021 às 21h16

Parlamento aprova lei de inseminação pós-morte

Uma mulher que atualmente pretenda ficar grávida do marido que já morreu, e que tenha deixado sémen reservado, pode fazê-lo no prazo de três anos, estipula uma lei aprovada por maioria no parlamento.

/img/placeholders/redacao-dn.png
DN/Lusa
/img/placeholders/redacao-dn.png
DN/Lusa