Operação da PSP do Porto termina com 19 detidos por tráfico de droga

A operação da PSP realizou 22 buscas domiciliárias e três buscas não domiciliárias e​"​​​​​​ visou um conjunto alargado de indivíduos que de forma organizada se dedicavam ao tráfico de estupefacientes na área do Grande Porto".

A PSP deteve, entre quarta-feira e desta quinta-feira, 19 suspeitos de tráfico de drogas, no Porto e em Aveiro, e apreendeu estupefacientes, dinheiro, viaturas, armas e munições, depois de uma investigação de um ano e meio, anunciou aquela polícia.

Em comunicado, o Comando Metropolitano do Porto da PSP esclarece que a operação policial, que decorreu entre quarta-feira e esta manhã, "visou um conjunto alargado de indivíduos que de forma organizada se dedicavam ao tráfico de estupefacientes na área do Grande Porto".

Nesta operação, a PSP realizou 22 buscas domiciliárias e três buscas não domiciliárias nas áreas de Matosinhos, Maia, Porto e Aveiro.

Num primeiro momento, esta manhã, fonte da PSP disse à Lusa que as diligências estavam a "incidir na zona de Matosinhos", mas que se estendiam "a toda a área do Grande Porto", tendo adiantado a detenção de 18 suspeitos.

Segundo o comunicado, a investigação durou cerca de um ano e meio e, além dos detidos, 13 homens e seis mulheres, foram apreendidas 4.656 doses individuais de haxixe, 369 doses de cocaína, 247 de liamba, 10 de MSDA, quatro automóveis, 11.386 euros, 26 telemóveis, seis balanças de precisão e demais objetos relacionados com a venda direta de estupefacientes.

Foram ainda apreendidas munições e quatro armas de fogo.

A operação, desenvolvida pela Divisão de Investigação Criminal, contou com a colaboração da Unidade Especial de Polícia Equipas das Esquadras de Intervenção e Fiscalização Policial do Comando Metropolitano do Porto da PSP, equipas do dispositivo de investigação criminal do Comando Distrital de Aveiro da PSP, assim como com o apoio da GNR na sua área de jurisdição.

Os detidos vão ser presentes junto das autoridades judiciárias para aplicação das competentes medidas de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG