"O dom da natureza que gostaria de ter? Voar, como as andorinhas"

Helena Bento, diretora da Fundação Francisco Manuel dos Santos, conta-nos algumas dos seus gostos. E deixa uma certeza: gosta de viver em Portugal ou "em qualquer outro onde estejam os meus filhos".

A sua virtude preferida?
Frontalidade.

A qualidade que mais aprecia num homem?
Generosidade.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?
Autoestima e confiança.

O que aprecia mais nos seus amigos?
Honestidade.

O seu principal defeito?
Pouca paciência.

A sua ocupação preferida?
Descobrir e aprender.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?
Reconhecer todos os dias o que de bom temos na nossa vida.

Um desgosto?
A morte da minha avó Tina.

O que é que gostaria de ser?
Tele transportável.

Em que país gostaria de viver?
Em Portugal, onde vivo ou em qualquer outro onde estejam os meus filhos.

A cor preferida?
Preto.

A flor de que gosta?
Qualquer uma desde que branca.

O pássaro que prefere?
Andorinha.

O autor preferido em prosa?
Não tenho. A minha curiosidade não me deixa ser fiel.

Poetas preferidos?
Fernando Pessoa e o Cântigo Negro de José Régio.

O seu herói de ficção?
James Bond.

Heroínas favoritas na ficção?
As minhas heroínas são reais.

Os heróis da vida real?
Todos aqueles que se desafiam a elevar os padrões e abrem os braços à mudança.

As heroínas históricas?
Joana D"ARC, Rosa Parks, Katherine Jonhson, Beatriz Ângelo e tantas outras que contribuíram para ser possível o que damos hoje por adquirido.

Os pintores preferidos?
Gil Heitor Cortesão, Adriana Molder, Lourdes de Castro, Edward Hopper, Basquiat... and the list goes on.

Compositores preferidos?
Banda favorita - The Cure.

Os seus nomes preferidos?
Matilde e Mateus, os dos meus filhos.

O que detesta acima de tudo?
O queixume sem ação.

A personagem histórica que mais despreza?
Hitler.

O feito militar que mais admira?
Nenhum, os feitos militares não me despertam admiração.

O dom da natureza que gostaria de ter?
Voar, como as andorinhas.

Como gostaria de morrer?
De barriga cheia de viver.

Estado de espírito atual?
Inquieto e curioso.

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?
Todos os que fazemos a tentar evoluir. Só não erra quem não tenta.

A sua divisa?
"The key to abundance is meeting limited circumstances with unlimited thoughts" - Marianne Williamson.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG