Há camarão japonês no estuário do Tejo

A descoberta foi confirmada hoje pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera

Há camarão japonês no estuário do Tejo, uma espécie com interesse comercial que está a ser capturada pela pesca artesanal, divulgou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A introdução desta espécie na Europa, explica o IPMA, ocorreu através do Canal do Suez para o Mediterrâneo, mas também de modo intencional para a sua utilização em aquacultura em França e Espanha. Este camarão é pescado no Oceano Índico e Pacífico, em países como o Japão, onde também é produzido em aquacultura.

Numa nota hoje divulgada, o IPMA refere que desde 2000 que previa o estabelecimento do camarão japonês (Marsupenaeus (Penaeus) japonicus) no estuário do Tejo por ter sido objeto de cultivo experimental nessa área na década de 80 do século passado.

"Com esta nota, confirmamos a ocorrência e estabelecimento do camarão japonês no estuário do Tejo", refere o IPMA, adiantando que está a preparar um artigo científico para assinalar este registo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

O Mourinho dos Mourinhos

"Neste país todos querem ser Camões mas ninguém quer ser zarolho", a frase é do Raul Solnado e vem a propósito do despedimento de José Mourinho. Durante os anos de glória todos queriam ser o Mourinho de qualquer coisa, numa busca rápida encontro o "Mourinho da dança", o "Mourinho da política", o "Mourinho da ciência" e até o "Mourinho do curling". Os líderes queriam ter a sua assertividade, os homens a sexyness grisalha e muitas mulheres queriam ter o Mourinho mesmo.