Infarmed retira do mercado alguns lotes de produtos da marca A Nova Saboaria

É proibida a utilização em produtos cosméticos de butylphenyl methylpropional, que foi encontrado em alguns lotes de produtos cosméticos da marca A Nova Saboaria durante uma ação de fiscalização, informa o Infarmed.

O Infarmed ordenou a suspensão imediata de comercialização e retirada do mercado nacional de alguns lotes de cosméticos da marca A Nova Saboaria, por conterem um ingrediente proibido neste tipo de produtos.

Segundo informa a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, é proibida a utilização em produtos cosméticos de 'butylphenyl methylpropional', que foi encontrado naqueles produtos numa ação de fiscalização de mercado.

No site, o Infarmed explica que desde o dia 1 de março que não podem ser comercializados nem disponibilizados ao consumidor produtos cosméticos que tenham na sua composição butylphenyl methylpropiona' ou piritiona de zinco, substâncias classificadas como cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução.

Apesar de o distribuidor Groupe GM - Península Ibérica, SA "ter informado que foram adotadas as medidas necessárias para a reformulação dos produtos cosméticos", o Infarmed diz que, numa fiscalização de mercado, "constatou ainda a existência no mercado nacional de alguns lotes de produtos cosméticos da marca A Nova Saboaria que continham na respetiva lista de ingredientes e/ou na sua composição o ingrediente 'Butylphenyl methylpropional'".

O Infarmed avisa as entidades que disponham destes produtos que não os podem disponibilizar e diz ainda que os consumidores que os tenham não os devem utilizar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG