Funchal. Está circunscrito incêndio que obrigou a evacuar habitações

Um incêndio deflagrou este sábado, cerca das 20:00, num armazém no Funchal, tendo motivado a evacuação de algumas habitações

O incêndio que deflagrou hoje num armazém no Funchal e motivou a evacuação de algumas habitações já foi dado como circunscrito e os moradores já podem regressar às suas casas, anunciou o vereador da Proteção Civil.

Em declarações à agência Lusa, Bruno Pereira disse que o incêndio foi dado como circunscrito, sublinhando que ainda não está extinto e que o trabalho de rescaldo continuará a ocorrer nas próximas horas.

Continuam no local os Bombeiros Sapadores do Funchal, os Bombeiros Voluntários Madeirenses e os Bombeiros Voluntários de Câmara de Lobos, mas já estão a ser retirados meios, referiu o autarca.

De acordo com o vereador da Proteção Civil da Câmara do Funchal, os moradores das habitações a sul do armazém, que tiveram de ser retirados, já foram informados de que podem regressar às suas casas.

O incêndio deflagrou num armazém de uma cadeia de supermercados na freguesia de São Martinho, no concelho do Funchal, cerca das 20:00.

Fazendo um ponto de situação no local cerca das 21:30, Bruno Pereira informou que "todos os funcionários que estavam a trabalhar saíram", pelo que não há registo de feridos.

O vereador disse ainda desconhecer as causas do incêndio, argumentando que não compete à autarquia fazer essa investigação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG