GNR apreende 12 armas em processo de violência doméstica na Trofa

Militares da GNR "apuraram que o agressor agrediu fisicamente, injuriou e ameaçou de morte" a ex-companheira. Foi constituído arguido e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Matosinhos

O Comando Territorial do Porto da GNR apreendeu 12 armas em processo de violência doméstica, no concelho da Trofa, distrito do Porto, no qual investiga agressões e ameaças de um homem à ex-companheira, foi esta quinta-feira anunciado.

"Os militares da Guarda apuraram que o agressor agrediu fisicamente, injuriou e ameaçou de morte a vítima, sua ex-companheira, de 33 anos. Após a separação, o agressor passou reiteradamente a ameaçar a vítima, chegando a fazer alusão ao uso de armas de fogo que tinha na sua posse", explica a GNR, em comunicado.

Perante os factos, os militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto realizaram "três buscas, uma domiciliária, uma em armazém e uma em veículo, e apreenderam 11 armas de fogo, uma arma de ar comprimido e diversos cartuchos de calibre 12" milímetros.

"O agressor foi constituído arguido e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Matosinhos", acrescenta a GNR.

A operação decorreu na quarta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG