Fundação José Neves já pagou 1,8 milhões de euros em propinas a 235 portugueses

Até final de 2022, a Fundação José Neves pretende investir mais 3,2 milhões de euros no pagamento de propinas aos portugueses.

A Fundação José Neves (FJN) já investiu 1,8 milhões de euros no pagamento de propinas de 235 portugueses, 91 dos quais já com a sua formação concluída, informou a entidade em comunicado enviado às redações.

De acordo com a nota, as bolsas reembolsáveis ISA (Income Share Agreement) FJN garantem o pagamento integral da propina para estudantes ou profissionais que pretendam fazer um upskill ou reskill de competências, com a Fundação a pagar diretamente à instituição de ensino, sendo esse investimento apenas reembolsado se e quando o aluno atingir as condições para o fazer de forma sustentada.

"O ISA FJN é um programa de bolsas reembolsáveis, baseado no modelo de acordo de partilha de rendimentos (Income Share Agreement), e tem como objetivo apoiar os portugueses no acesso aos cursos e formações que lhes permitam adquirir as competências para os empregos do futuro, através do pagamento integral da propina. Dirigido aos estudantes e a todos aqueles que já estão no mercado de trabalho, o ISA FJN facilita o acesso dos portugueses a cursos e formações onde existe uma grande necessidade de talento", refere o comunicado.

Até final de 2022, a Fundação José Neves pretende investir mais 3,2 milhões de euros no pagamento de propinas aos portugueses.

"O grande objetivo das bolsas ISA FJN é democratizar o acesso à educação para as competências e os empregos do futuro, retirando o peso do custo da propina na hora de decidir por estudar. Neste momento são já 235 os portugueses que conseguiram uma bolsa da Fundação José Neves para progredirem ou para efetuarem uma completa reconversão nas suas carreiras. Os resultados já atingidos são muito positivos, quer ao nível da empregabilidade quer ao nível da evolução salarial. Até ao final do ano, ambicionamos chegar a cada vez mais portugueses com o maior número de bolsas possível. Convido todos os portugueses a visitarem-nos em https://joseneves.org para saberem mais sobre os nossos programas de apoio", destaca Carlos Oliveira, Presidente da Fundação José Neves.

No total, entre universidades, institutos politécnicos e escolas de formação prática e intensiva, são já 341 os cursos elegíveis e 38 as instituições parceiras do ISA FJN, disponíveis em https://joseneves.org/pt/cursos-disponiveis-isa.

Os interessados em beneficiar deste apoio podem submeter a sua candidatura em https://joseneves.org/pt/isa.

Além do ISA FJN, a Fundação José Neves disponibiliza o portal Brighter Future, uma base de conhecimento sobre Educação e Competências em Portugal, que permite comparar e relacionar informações sobre cerca de 4000 cursos e formações, mais de 200 profissões e mais de 200 competências relevantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG