El País lamenta por Espanha não ter universidades entre as 200 melhores. Portugal tem

Jornal disse que Espanha é o "único grande país" rico fora do top 200

O jornal espanhol El País publicou um artigo em que lamenta o facto de Espanha não ter nenhuma universidade no ranking das 200 melhores do mundo. O artigo destaca ainda que Portugal é um dos países que conseguiu uma boa classificação, tendo a Universidade de Lisboa ficado entre as 150 e 200 melhores.

O Ranking de Xangai, divulgado esta terça-feira, revela que Portugal tem cinco universidades entre as 500 melhores do mundo, sendo a de Lisboa a melhor colocada. A Universidade do Porto aparece entre a posição 301 e 400 e as universidades de Aveiro, Coimbra e Minho entre 401 e 500.

Esta classificação apenas discrimina as universidades até ao centésimo lugar. A partir desta posição, as universidades são apresentadas em intervalos de 50.

No artigo, publicado esta terça-feira, é dito que a Espanha é o "único país grande", "rico" e "desenvolvido" que não aparece na lista das 200 melhores universidades do mundo. A lista inclui 27 países diferentes, como Portugal, Brasil, Itália, Irlanda, EUA, Alemanha, Finlândia, Noruega, Bélgica, Israel, Dinamarca, Canadá, França e Reino Unido, continua o texto.

Este ano, Espanha tem 11 universidades na lista, situadas entre a posição 200 e 500.

O topo do ranking foi dominado pelos EUA, com oito universidades entre as 10 melhores, e pelo Reino Unido, que tem duas universidades no top 10. Tal como acontece desde 2003, ano em que o Ranking de Xangai foi criado, a Universidade de Harvard foi a melhor classificada a nível mundial.

Neste ranking são contabilizados, entre outros indicadores, o número de professores e alunos que ganharam prémios importantes, como um Nobel, e o número de publicações científicas ou de citações. Neste aspeto, a Universidade de Lisboa dominou as outras portuguesas.

A classificação avalia cerca 1200 universidades todos os anos e seleciona as 500 melhores, como se lê no site.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras