Asteroide de 50 metros de diâmetro tem pequeno risco de impacto com a Terra

A máxima aproximação do asteroide à Terra está prevista para 14 de fevereiro de 2046, a 1,8 milhões de quilómetros do planeta.

Um asteroide de cerca de 50 metros de diâmetro, descoberto em 26 de fevereiro, tem uma trajetória que representa um pequeno risco de impacto contra a Terra em 14 de fevereiro de 2046, revela esta quinta-feira a agência espacial norte-americana.

"Temos estado a rastrear um novo asteroide chamado 2023 DW que tem uma probabilidade muito pequena de impactar a Terra em 2046. Frequentemente, quando se descobrem novos objetos pela primeira vez, são necessárias várias semanas de dados para reduzir as incertezas e prever adequadamente as suas órbitas no futuro", explica a NASA na sua conta da rede social Twitter dedicada ao seguimento de asteroides.

A máxima aproximação do asteroide à Terra está prevista para 14 de fevereiro de 2046, a 1,8 milhões de quilómetros do planeta, refere a mesma fonte, citada pela agência Efe.

Os analistas de órbita da NASA vão continuar a monitorizar o asteroide 2023 DW e atualizarão as previsões à medida que tenham mais dados.

O asteroide, descoberto desde o Observatório MAP San Pedro de Atacama, no Chile, tem um diâmetro estimado de 49 metros e encontra-se atualmente a 0,12 unidades astronómicas da Terra, circulando a uma velocidade relativa face ao Sol de 24,63 quilómetros por segundo (mais de 88 mil quilómetros por hora).

O seu período orbital é de 271 dias.

O Centro de Coordenação de Objetos Próximos da Terra, de Agência Espacial Europeia, previu na quarta-feira em 1 para 625 a probabilidade de impacto direto, mas estas probabilidades são recalculadas diariamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG