Noah encontrado com vida por populares após quase 40 horas desaparecido

Criança de dois anos estava desaparecida desde esta quarta-feira em Proença-a-Velha. Menino encontrado a quatro quilómetros (em linha reta) da habitação

DN

Foi encontrado com vida Noah, a criança de dois anos e meio que estava desaparecida desde esta quarta-feira em Proença-a-Velha, no concelho de Idanha-a-Nova.

"Foi encontrado com vida, num desaparecimento que deverá ser considerado espontâneo", explicou à Lusa o coordenador da Polícia Judiciária da Guarda, José Monteiro.

A criança foi encontrada cerca das 20:00, "num raio muito próximo da casa onde morava" e "numa zona que estava a ser alvo das buscas", disse o responsável.

O menino, que foi encontrado por populares numa zona de mato após quase 40 horas desaparecido, sofreu ferimentos que estão a ser avaliados no Hospital de Castelo Branco.

"Podemos confirmar que a criança deu entrada e está neste momento [22:30] em observação, pelo que, para já, não é possível adiantar mais nada sobre a sua condição clínica", afirmou diretora clínica daquela unidade, Eugénia André.

"A operação foi concluída com sucesso. A criança foi encontrada com viva e está sob avaliação médica", informou o capitão da GNR do Castelo Branco, Jorge Massano. "A criança foi encontrada após o alargamento do perímetro das buscas, em colaboração com a população local", revelou.

"A criança foi encontrada a cerca de quatro quilómetros a linha reta da habitação. Estamos a apurar se a criança terá percorrido uma distância de cerca de dez quilómetros", acrescentou, sem dar mais detalhes.

A Polícia Judiciária está a recolher informações.

A criança terá desaparecido da casa dos pais, situada a cerca de 1,5 quilómetros do núcleo central de Proença-a-Velha, entre as 05.00 e as 08.00.

Nas operações de busca estiveram 127 elementos, entre GNR, bombeiros, proteção civil municipal, sapadores florestais e voluntários, com apoio de equipas cinotécnicas, drones e mergulhadores, que estão a vistoriar poços e linhas de água.

Na conferência de imprensa desta quinta-feira à tarde, o responsável pela operação disse que o "esforço das buscas" ia incidir numa área onde havia sido encontrada uma bota e uns calções do menino, que fica a cerca de 1300 metros do sítio onde já tinha sido encontrado uma camisola de criança. Durante a noite, também tinham sido detetadas pegadas que, pelo tamanho, pareciam ser de uma criança. Na mesma zona tinham já sido encontradas, ao final da tarde de quarta-feira, a cadela que estaria com o menino.

Entretanto, o perímetro de ação chegou aos 20 quilómetros, permitindo que a criança fosse encontrada.

A família de Noah teve de receber apoio psicológico enquanto o menino esteve desaparecido.