Fundador da Prozis assume-se contra o aborto e gera onda de contestação

Vários embaixadores da marca anunciaram o fim da ligação depois de Miguel Milhão se ter manifestado a favor da decisão do Supremo Tribunal dos EUA em revogar a lei do aborto.

DN

Miguel Milhão fundador da Prozis, empresa de nutrição desportiva, manifestou-se, na rede social LinkedIn, a favor da proibição do aborto nos Estados Unido.

"Parece que os bebés por nascer recuperaram os seus direitos nos EUA! A natureza está a recuperar!", escreveu Miguel Milhão no LinkedIn.

Essa publicação tornou-se viral na internet e gerou muita polémica, com muitas pessoas a manifestarem-se contra o fundador da Prozis, tendo inclusive vários embaixadores da marca anunciado cancelar as suas parcerias.

Rita Belinha, foi das primeiras influencers a anunciar o final da ligação que tem com a empresa de nutrição, seguindo-se Diana Monteiro.

O Supremo Tribunal dos EUA, revogou na sexta-feira dia 24 de junho, o direito ao aborto uma decisão que se tornou polémica após meio século de proteções constitucionais a favor do aborto legal.

Miguel Milhão fundou a Prozis em 2006, desde então a marca é líder na área do retalho da nutrição desportiva.