Alain Aspect, John F. Clauser e Anton Zeilinger vencem Nobel da Física

Vencedores anunciados na manhã desta terça-feira.

O francês Alain Aspect, o norte-americano John F. Clauser e o austríaco Anton Zeilinger vencem Nobel da Física são os vencedores do prémio Nobel da Física deste ano, anunciou esta terça-feira a Real Academia Sueca de Ciências.

A distinção foi atribuída "pelas experiências com fotões emaranhados, estabelecendo a violação do Teorema de Bell e pelo pioneirismo na ciência da informação quântica".

"Tornou-se cada vez mais claro que um novo tipo de tecnologia quântica está a surgir. Podemos ver que o trabalho dos laureados com estados emaranhados é de grande importância, mesmo além das questões fundamentais sobre a interpretação da mecânica quântica", diz Anders Irbäck, presidente do Comité Nobel de Física.

No ano passado, o Nobel da Física foi atribuído a Syukuro Manabe, Klaus Hasselmann e Giorgio Parisi. Estes três cientistas foram distinguidos pelas "contribuições inovadoras para a nossa compreensão de sistemas físicos complexos".

O prémio de medicina iniciou esta segunda-feira uma semana de anúncios do Prémio Nobel. Continua quarta-feira com o prémio de Química e quinta-feira com o da Literatura. O Prémio Nobel da Paz de 2022 será anunciado na sexta-feira e o prémio de economia no dia 10 de outubro.

Os prémios Nobel nasceram da vontade do cientista e industrial sueco Alfred Nobel (1833-1896) em legar grande parte da sua fortuna a pessoas que trabalhem por "um mundo melhor". O prestígio internacional dos prémios Nobel deve-se, em grande parte, às quantias atribuídas, que atualmente chegam aos dez milhões de coroas suecas (mais de 953.000 euros).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG