Idoso cego e doente que vivia há 10 anos na rua foi finalmente internado

Homem de 85 anos fazia do passeio da Avenida da Liberdade a sua casa. Situação era conhecida por mais de 20 instituições de solidariedade social

Cego, com uma hérnia que praticamente o impede de andar, Enrique era um sem-abrigo que há uma década fazia da Avenida da Liberdade a sua morada. Esta sexta-feira, finalmente, foi levado para um hospital para ser tratado, esperando-se que seja posteriormente internado numa unidade de acolhimento, segundo noticia esta tarde o JN.

Um resultado que só aconteceu após pressão dos media e das redes sociais.

O caso de Enrique foi noticiado há duas semanas pelo Jornal de Notícias, após ter sido denunciado nas redes sociais. A reportagem deu ainda mais visibilidade à situação, tendo a SIC também feito reportagem sobre o caso que, agora, obteve resposta dos serviços públicos.

Ao Jornal de Notícias, fonte da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa afirmou que o caso era conhecido por "mais de 20 instituições" de solidariedade social, mas que estas se viam impossibilitadas de agir uma vez que o homem se recusava a ser ajudado.

Exclusivos