Marcelo na Universidade de Verão. O objetivo? Responder a perguntas de 30 participantes

Presidente volta à academia de formação dos sociais-democratas depois de lá ter estado em 2018. Mas recusa fazer disso um hábito.

O Presidente da República vai marcar presença na Universidade de Verão do PSD (29 de agosto a 4 de setembro). A garantia foi deixada pelo chefe de Estado esta sexta-feira, em declarações à Lusa. A participação, explicou, será feita por videoconferência e terá como principal objetivo responder a 30 perguntas de 30 participantes distintos.

Tal como aconteceu em 2018, ano do primeiro mandato de Rui Rio à frente dos destinos sociais-democratas, também agora Marcelo Rebelo de Sousa foi convidado para estar nesta edição da Universidade de Verão, um mês depois do novo líder, Luís Montenegro, ter assumido funções.

E, tal como há quatro anos, o convite foi feito por Carlos Coelho, ex-eurodeputado e diretor da Universidade de Verão laranja. Também os moldes da intervenção são idênticos, mudando apenas a forma como vai estar presente (em 2018 o Presidente respondeu por texto; agora será em vídeo). "Como há um jornal da Universidade de Verão em que há um convidado todos os dias, eu seria o convidado todos os dias, respondendo a 30 perguntas. Assim foi: 30 perguntas longas, a que respondi também de forma longa", relembrou.

"Agora novamente Carlos Coelho, de acordo com o líder do partido recém-eleito, o Dr. Luís Montenegro, formulou-me um convite idêntico, com uma pequena diferença: são 30 participantes, 30 perguntas, mas são perguntas formuladas oralmente, gravadas em vídeo", explicou Marcelo Rebelo de Sousa, detalhando que cada participante irá fazer questões "de cerca de meio minuto", com o Presidente a responder em "cerca de um minuto". Por isso "é um formato diferente, audiovisual, mais curto, e as perguntas chegarão depois de os participantes estarem na universidade: aquilo começa dia 29 [de agosto], provavelmente chegarão ou a 29 ou a 30". Com isto Marcelo responderá "na volta do correio, ou, neste caso, na volta do vídeo".

Apesar de repetir novamente a presença na academia de formação do PSD, Marcelo recusa fazer disso um hábito e vincou que só estará por ter surgido o convite. "Ia quando não era Presidente da República, fui lá praticamente todos os anos. Depois, no tempo do Dr. Rui Rio, fui convidado a responder a perguntas, eu respondi. E agora, pelo Dr. Montenegro, fui convidado a responder a perguntas. Pronto, e respondo às perguntas que os jovens formularem", sublinhou.

Além de Marcelo Rebelo de Sousa (ainda que em vídeo), a Universidade de Verão do PSD vai contar com a participação da antiga líder do CDS e ex-ministra no governo de Passos Coelho Assunção Cristas, do antigo presidente do PSD Luís Marques Mendes e também do ex-líder parlamentar socialista Francisco Assis, atual presidente do Conselho Económico e Social (CES). Como é hábito, a academia de formação laranja acontece em Castelo de Vide, no distrito de Portalegre. Com Lusa

rui.godinho@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG