Bolieiro reeleito líder do PSD/Açores com 99% dos votos

O líder do PSD/Açores, José Manuel Bolieiro, foi eleito para um segundo mandato à frente do partido, alcançando 99% dos votos nas diretas realizadas hoje, nas quais não teve oposição.

Em comunicado, a estrutura regional do partido indica que Bolieiro, também presidente do Governo Regional dos Açores, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, conseguiu 99% dos votos, sendo que participaram no escrutínio 1.778 militantes.

Foram igualmente eleitos 140 delegados ao 25.º Congresso Regional do PSD/Açores, que se realiza entre 15 e 17 de julho, na ilha de São Miguel, lê-se na mesma nota.

José Manuel Bolieiro, quando exerceu o seu direito de voto, expressou a vontade de a próxima reunião magna do partido "consolidar a opção reformista para a governação dos Açores no quadro da coligação de Governo".

Citado no comunicado, o social-democrata destacou igualmente a importância de, "com humildade democrática, continuar a assegurar estabilidade política e governativa através da solução parlamentar plural que existe".

O atual presidente do Governo dos Açores foi eleito pela primeira vez líder da estrutura regional em 15 de dezembro de 2019, numas eleições em que votaram 1.550 pessoas, tendo assegurado 1.526 votos.

O social-democrata foi o sucessor de Alexandre Gaudêncio, alvo de uma investigação da Polícia Judiciária por suspeita de violação de regras de contratação pública, de urbanismo e ordenamento do território enquanto presidente da Câmara da Ribeira Grande.

"Sem surpresa, mas com renovado espírito de missão e sentido de responsabilidade democrática e política, sou recandidato a presidente do PSD/Açores", anunciou o também líder do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM), na sede do partido em Ponta Delgada, na terça-feira, na apresentação da sua recandidatura.

O líder social-democrata referiu, na altura, que "o futuro não pode parar ou inverter o rumo reformista nas prioridades do sucesso na agenda social de desenvolvimento que se propõe para a governação".

Em outubro de 2020, Bolieiro candidatou-se às eleições legislativas regionais, nas quais o PS foi o partido mais votado, elegendo 25 parlamentares, mas perdeu a maioria absoluta.

PSD, CDS-PP e PPM, que juntos representam 26 deputados, assinaram um acordo para formar governo, contando ainda com o apoio parlamentar de Chega e Iniciativa Liberal, terminando com 24 anos de governação do PS nos Açores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG