RTP diz que já pediu à ERC aprovação para nova equipa da direção de informação

Estação pública "já submeteu à ERC o pedido de aprovação da equipa da Direção de Informação".

A administração da RTP declarou, esta quinta-feira, o seu apoio à equipa escolhida pela nova diretora de informação da estação de televisão - a jornalista Maria Flor Pedroso - e pede à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) que a aprove.

"A Administração da RTP convidou a nova Diretora de Informação de Televisão, Maria Flor Pedroso, a formar a sua equipa em total liberdade. Proposta que a Administração aceitou na íntegra, bem como a sua fundamentação", pode ler-se num comunicado da empresa enviado às redações.

Por isso, o conselho de administração remete possíveis esclarecimentos para a própria diretora de informação e indica ainda que esteve marcada uma audição a Maria Flor Pedroso para este efeito, que a ERC terá suspendido."Em consequência deste processo, a RTP já submeteu à ERC o pedido de aprovação da equipa da Direção de Informação, acompanhado da fundamentação da Diretora de Informação. Fundamentação essa que contava que tivesse sido apresentada na audição que não chegou a realizar-se.", indica o Conselho de Administração.

O Conselho Regulador da ERC publicou esta quinta-feira, no seu site, um comunicado a anunciar que não dava "parecer favorável às destituições de Vítor Manuel Gonçalves Loureiro e de João Fernando Correia Ramos dos cargos de Diretores Adjuntos da Direção de Informação de Televisão da RTP, por considerar que o operador público não fundamentou adequadamente os pedidos de exoneração".

A jornalista Maria Flor Pedroso assumiu o cargo de diretora de informação da RTP em outubro, depois de Paulo Dentinho, o anterior responsável por este departamento, ter colocado o seu cargo à disposição. Maria Flor Pedroso escolheu como seus adjuntos Cândida Pinto, Helena Garrido, Hugo Gilberto e António José Teixeira para substituírem Vítor Gonçalves e João Fernandes Ramos. Vítor Gonçalves colocou, segundo a RTP, esta quinta-feira o seu "seu lugar à disposição, no sentido de assegurar "o princípio da liberdade da nova Diretora de Informação de constituir a sua equipa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG