Antigo secretário-geral adjunto de Durão Barroso desfilia-se do PSD

Luís Cirilo Carvalho, antigo deputado e secretário-geral adjunto do PSD na liderança de Durão Barroso, bateu nesta semana com a porta ao partido em divergência com a estratégia de Rui Rio.

Militante desde 1975, o antigo deputado do PSD anunciou a sua desfiliação do PSD no Facebook. Luís Cirilo Carvalho diz que pesou na sua decisão, "naturalmente dolorosa", o rumo atual do partido, "a condescendência deste perante o governo e a estratégia que vem sendo seguida que leva à subalternização ao PS".

Luís Cirilo Carvalho frisa ainda que "confundir propostas do PSD com as da esquerda radical" - numa alusão à polémica sobre a "taxa Robles" - e o posicionamento autoritário perante militantes que se exprimem em liberdade e as trapalhadas das várias posições em volta da substituição da PGR" também ajudaram a sair pela porta por onde entrou há 43 anos.

O antigo deputado já tinha feito críticas no Facebook à direção de Rui Rio, nomeadamente ao atual secretário-geral, José Silvano.

Na semana passada, também o embaixador Martins da Cruz anunciou a sua desfiliação do partido, precisamente por não concordar com a estratégia da atual direção do PSD.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG