PETA critica Bieber e chama-o de "homem das cavernas"

O cantor canadiano foi criticado pela associação de direitos dos animais depois de ter sido visto em público com um casaco feito de pele de coiote

Justin Bieber foi novamente alvo de críticas e de uma chamada de atenção por parte da PETA, associação de defesa dos direitos do animais. "Justin Bieber está a magoar animais novamente, ao usar um casaco feito de pele de coiote", escreve a PETA, num vídeo publicado na conta de Instagram da associação. "Este tipo de alta-costura para homem das cavernas é um novo nível ainda mais baixo para Justin Bieber", acusou Lisa Lange, vice-presidente da PETA.

A pele utilizada para fazer os casacos vem de "coiotes capturados através de terríveis armadilhas desenhadas para destruir as pernas" dos animais, sublinha a PETA no mesmo vídeo.

A associação de defesa dos animais ainda deixa no ar uma interrogação: "Como pode alguém com tanta fama e dinheiro mostrar tão pouca compaixão pelos animais?"

Noutra publicação da PETA, a associação denuncia o comportamento de Justin, sublinhando que o artista "parece incapaz de ver que os seus hábitos de consumo causam sofrimento desnecessário nos animais, como tigres e macacos bebés e coiotes selvagens."

Em maio de 2016, a PETA manifestou-se contra Bieber depois de o canadiano ter posado com um tigre cujo dono estava a ser investigado por maus tratos a animais. A fotografia do cantor canadiano com o animal foi entretanto apagada.

Exclusivos