Onde estava o guarda-costas de Kim na noite do assalto?

O guarda-costas de Kim Kardashian não estava presente para a proteger do assalto à mão armada de que foi alvo em Paris porque acompanhou duas das suas irmãs na ida a uma discoteca na capital francesa.

Quando a protagonista do reality show Keeping Up with the Kardashians foi assaltada na madrugada de segunda-feira, em Paris, numa residência de luxo, por dois homens que levaram joias num valor estimado em dez milhões de euros, o alerta foi dado às autoridades francesas pela consultora de imagem da empresária, Simone Harouche, e não pelo guarda-costas.

Isto porque Pascal Duvier, que protege a família Kardashian na maioria das suas deslocações, não estava presente na residência temporária de Kim quando esta foi vítima do assalto à mão armada. Duvier estava a acompanhar duas das irmãs da mulher de Kanye West, Kourtney e Kendall, numa saída à discoteca parisiense L'Arc.

Pascal Duvier já reagiu ao Daily Mail, afirmando que "o caso ocorrido em Paris foi um dos acontecimentos mais repugnantes" que alguma vez presenciou. "Temos dicas e pistas e vamos encontrar-vos. Vocês meteram-se com a pessoa errada", avisa.

"A Kim sentiu-se segura ao estar sozinha no apartamento", adianta agora uma fonte à revista US Weekly, o que justifica a ausência do seu guarda-costas nessa madrugada. "Ela não culpa Pascal pelo ocorrido. Não acredita que a culpa seja dele", prossegue. Após deixar o seu depoimento às autoridades, Kim Kardashian West abandonou, na segunda-feira, o território gaulês rumo a Nova Iorque, disse um representante do Ministério do Interior francês à CNN.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG