Caravelas-portuguesas invadem praias da Lourinhã

A Proteção Civil aconselha "máxima precaução" para todos os banhistas que frequentem as praias do concelho

A bandeira vermelha foi hasteada em várias praias do concelho da Lourinhã, no distrito de Lisboa, devido ao aparecimento de caravelas- portuguesas, informou esta segunda-feira a Proteção Civil municipal.

"Estão a ser hasteadas bandeiras vermelhas em algumas das praias do concelho onde foram avistadas 'caravelas portuguesas'", refere a Proteção Civil municipal em comunicado.

Segundo a autarquia, as 'caravelas portuguesas' têm vindo a dar à costa em várias praias do concelho do distrito de Lisboa.

A bandeira vermelha foi hasteada esta segunda-feira nas praias do Areal e Areia Branca e, no domingo, em Porto Dinheiro, podendo ser hasteada nos próximos dias noutros areais do concelho.

Caravelas-portuguesas têm surgido em praias da Lourinhã e de Torres Vedras

Na semana passada, foi ainda içada na Areia Branca, mas devido ao aparecimento de medusas.

O comandante da Capitania de Peniche, Vasco Cristo, disse à agência Lusa que as caravelas-portuguesas têm surgido, nas últimas semanas, em praias da Lourinhã e também de Torres Vedras.

A Proteção Civil aconselha "máxima precaução" para todos os banhistas que frequentem as praias do concelho e alerta para "os cuidados a ter na presença destes organismos".

A caravela-portuguesa apresenta uma forma de balão de cor azul e, por vezes, tons lilás e rosa, flutua à superfície da água, é influenciada por ventos e correntes superficiais.

Já as medusas são organismos gelatinosos comuns nas águas portuguesas, apresentam um diâmetro entre um a sete centímetros.

Os tentáculos de ambas as espécies são urticantes e podem provocar queimaduras graves.