Primeiro balanço. Monchique estima prejuízos na ordem dos 10 milhões de euros

O presidente da câmara de Monchique, Rui André, fez um primeiro balanço dos prejuízos do incêndio, tendo em conta as casas e infraestruturas municipais afetadas

O incêndio que lavrou durante uma semana no concelho de Monchique, no Algarve, provocou prejuízos em habitações e infraestruturas municipais de cerca de 10 milhões de euros, disse hoje à Lusa o presidente da Câmara.

"Neste momento ainda é prematuro avançar com um levantamento rigoroso. Temos algumas casas afetadas, a maioria delas não na totalidade, mas com prejuízos para as pessoas, e temos também a nível de infraestruturas municipais um valor considerável [...]. Estimo que nestas duas questões o valor ronde os 10 milhões de euros", afirmou Rui André, em declarações à agência Lusa.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.