Viradouro ganha carnaval do Rio de Janeiro

Escola sucede à Mangueira e vence pela segunda vez na história, 23 anos após o primeiro triunfo, com enredo sobre as Ganhadeiras de Itapoã, consideradas as primeiras feministas do Brasil. Grande Rio e Mocidade ficaram em segundo e terceiro

A escola Unidos da Viradouro sagrou-se campeã do carnavaldo Rio de Janeiro de 2020. A vitória, apesar de disputada até ao último dos nove itens de avaliação na votação final, realizada na tarde desta quarta-feira, já era uma das favoritas depois de ter empolgado o público logo na primeira noite do desfile na Marquês de Sapucaí.

Com alegorias e fantasias luxuosas, a coletividade de Niterói, cidade vizinha do Rio, levou à Sapucaí um enredo sobre as Ganhadeiras de Itapuã, consideradas as primeira feministas do Brasil. Mulheres escravizadas do século XIX, as Ganhadeiras de Itapuã vendiam comida e lavavam roupas na lagoa do Abaeté, em Salvador, e com o dinheiro arrecadado, compravam a liberdade de outras mulheres submetidas ao cativeiro.

Foi um dos carnavais mais politizados de sempre, com a maioria das escolas a criticar valores caros ao governo de extrema-direita liderado por Jair Bolsonaro.

Grande Rio, Mocidade Independente, Salgueiro, Beija Flor, Salgueiro, Mangueira e Portela ficaram logo a seguir na classificação. Unidos de Vila Isabel, Unidos da Tijuca, São Clemente, Paraíso do Tuiuti também se mantiveram no grupo de elite, a primeira divisão do carnaval, enquanto Estácio de Sá e União da Ilha caíram para a segunda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG