"Incidente grave". Três pessoas morrem esfaqueadas em hotel em Glasgow

Suspeito terá sido morto a tiro pela polícia, segundo a BBC.

Três pessoas terão morrido esfaqueadas na escadaria de um hotel no centro de Glasgow e outras três ficaram feridas, segundo a BBC, que indica que a polícia terá morto a tiro o suspeito.

Entre as vítimas estará um agente da polícia, não sendo clara a sua situação. As autoridades indicam contudo que a família já foi informada.

A polícia escocesa avisou que está a lidar com um "sério incidente" e pediu à população para evitar a área, mas já garantiu não estar à procura de outros envolvidos.

Segundo a BBC, o Park Inn Hotel, à porta do qual decorreu o ataque, estará a ser usado para abrigar requerentes de asilo.

Um dos dirigentes da polícia, Steve Johnson, indicou contudo que o incidente está "contido" e que "o público em geral não está em risco". Confirmou ainda que o suspeito, um homem, foi atingido a tiro por um dos agentes e que as autoridades não procuram mais ninguém relacionado com o incidente. "Também posso confirmar que um agente foi ferido ao lidar com o incidente e está a receber tratamento no hospital"

Várias ruas na zona de West George Street têm um forte contingente policial, com mais de uma dezena de veículos das forças de segurança.

A primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, já reagiu, considerando o incidente "terrível" e acrescentando que está a seguir a situação a par e passo. "Os meus pensamentos estão com todos os envolvidos", afirmou no Twitter.

Uma testemunha no local explicou ter visto quatro pessoas a serem levadas em ambulâncias. Craig Milroy, que assistiu a tudo a partir de um edifício de escritórios em frente ao hotel garantiu à agência PA: "Vi um homem deitado no chão, de ascendência africana, sem sapatos. Estava no chão, com alguém a segurá-lo de lado - não sei se era um ferimento de bala, uma facada, ou o que era".

Já outra testemunha, que preferiu ser identificada apenas como John contou ao The Independent que duas das vítimas serão funcionários do hotel. Quando desceu as escada do terceiro andar, John encontrou a receção coberta de sangue. "Um rececionista tinha sido esfaqueado atrás do balcão". Então desci até À entrada e gritei-lhe para ficar calmo, que eu ia pedir ajuda".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG