Nobel da Paz John Hume morre aos 83 anos

Político foi galardoado com o prémio Nobel da Paz em 1998 pelos seus esforços para a reconciliação da Irlanda do Norte.

O político John Hume, um católico moderado, vencedor do Prémio Nobel da Paz em 1998 pelo seu papel na reconciliação da Irlanda do Norte, faleceu nesta segunda-feira aos 83 anos, anunciou a família.

"John faleceu durante a madrugada após uma curta doença", afirma um comunicado divulgado pela família do ex-líder católico nacionalista. Hume sofria de demência há vários anos e vivia num lar em Derry.

"O John era um marido, um pai, um avô e um irmão. Era amado e a sua perda será sentida profundamente pela sua família alargada. Parece particularmente adequado para estes dias estranhos e de medo lembrar a frase que deu esperança a John e a muitos de nós nos tempos sombrios: venceremos", acrescenta o comunicado.

Hume, que foi líder do Partido Social Democrata e Trabalhista (SDLP, na sigla em inglês) entre 1979 e 2001, foi o idealizador dos acordos de sexta-feira Santa assinados em 1998 com o líder protestante do Partido Unionista do Ulster (UUP) David Trimble, que também recebeu o Nobel da Paz.

"A vida de John Hume será para sempre uma bênção para esta ilha, já que a Irlanda está agora abençoada pela paz que nos ofereceu a todos. É o maior legado que um líder político pode deixar para o seu país", disse o atual líder do SDLP, Colum Eastwood.

Tony Blair, que estava à frente do governo britânico quando o acordo de paz foi assinado, descreveu Hume como um "titã político" e "um visionário que recusava acreditar que o futuro tinha que ser igual ao passado".

"O seu contributo para a paz na Irlanda do Norte foi épico e vai ser justamente lembrado por isso. Ele insistia que era possível, incansável na procura e infinitamente criativo em encontrar formas de garantir que acontecia", acrescentou o ex-primeiro-ministro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG