Isabel II faz 94 anos mas não haverá a tradicional salva de tiros

Aniversário é na terça-feira. Todos os anos, são disparadas salvas de tiros em Hyde Park, na Torre de Londres e no parque real de Windsor, a cerca de 40 km da capital para assinalar o dia. Este ano, por causa do coronavírus, a rainha considerou ação inapropriada.

A rainha Isabel II comemorará o seu aniversário de forma discreta na próxima semana, sem as tradicionais salvas de tiros, que considerou "inapropriadas" por causa da pandemia que já causou mais de 15 mil mortos no Reino Unido.

Na próxima terça-feira, a rainha faz 94 anos. Todos os anos, são disparadas salvas de tiros em Hyde Park, na Torre de Londres e no parque real de Windsor, a cerca de 40 km da capital para assinalar a ocasião.

Este ano, no entanto, não será assim.

"Não haverá a salva de tiros. Sua Majestade preferiu que não se colocasse em curso nenhuma medida especial de autorização para os tiros, por não considerar apropriado dadas as circunstâncias atuais", disse uma fonte do Palácio de Buckingham à AFP.

O Palácio de Buckingham também já tinha anunciado que este ano não haverá o tradicional desfile militar que é organizado sempre em junho para celebrar de forma oficial o aniversário da rainha.

Por causa da epidemia, Isabel II encontra-se em confinamento com o marido no castelo de Windsor. Com 93 e 98 anos, respetivamente, ambos formam parte da população de risco.

Este ano, e por causa do coronavírus, a rainha já fez dois discursos à nação. Um no dia 5 de abril, que coincidiu por acaso com o dia em que o primeiro-ministro, Boris Johnson, foi internado por causa do coronavírus, e outro na Páscoa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG