Praga proíbe bicicletas no centro histórico

As viagens em bicicleta nas rotas pedestres no centro da capital da República Checa vão ser proibidas todos os dias, entre as 10:00 e as 17:00. A medida está a levantar polémica

A medida arranca este mês. Os ciclistas irão ser banidos das rotas de pedestres no centro da cidade, de acordo com informações divulgadas pelo divisão de Transportes da Prefeitura de Praga 1, emitida a 28 de dezembro de 2017. A proibição será válida para todos os dias, das 10:00 às 17:00.

O município de Praga 1 - cuja jurisdição cobre os principais bairros históricos da cidade - anunciou esta ação como sendo uma medida que irá contribuir para a segurança dos turistas. Recorde-se que em 2016, esta cidade já tinha proibido o uso de Segways. Agora, a restrição chega a todas as bicicletas, elétricas ou não.

Citado pelo jornal britânico The Guardian, Oldich Lomecký, presidente da Câmara de Praga 1, refere que não são "contra os ciclistas", mas que estão a braços com um "problema de espaço".

Afinal, Praga não tem infraestruturas específicas para os ciclistas, como ciclovias. "As faixas para pedestres devem ser para eles, e não para ciclistas. Todos os dias há conflito entre ciclistas e pedestres. Este é o cerne do problema ", justificou.

Porém, há quem não concorde. Vratislav Filler, da Auto * Mat, associação que promove a transporte sustentável na cidade, garantiu à mesma publicação que não há dados que suportem esta iniciativa. "Os dados mostram que 21 pedestres foram atropelados por carros nos últimos 10 anos e apenas três resultaram de acidentes com bicicletas", declarou, salientando que existem "900 carros por mil habitantes".

Assim, juntamente com o distrito de Praga 7, foi organizada uma petição contra a medida de afastar os ciclistas do centro da cidade, que alcançou 4000 assinaturas. Mas nada aconteceu e a medida poderá arrancar até maio.

Ler mais

Exclusivos