Pelo menos 13 pessoas assassinadas durante festa no México

Grupo que perpetrou o assalto ainda não foi identificado. A cidade mexicana de Minatitlán tem assistido a uma onda de crime organizado, como o sequestro de petroleiros, médicos e professores.

As autoridades mexicanas informaram este sábado que um grupo armado invadiu uma festa privada no estado de Veracruz, no leste do país, provocando pelo menos 13 mortos e quatro feridos.

De acordo com a polícia local, o ataque ocorreu por volta das 21:00 de sexta-feira (03:00 em Lisboa) no município de Minatitlán, conhecido por atividades de refinação de petróleo.

O grupo, que ainda não foi identificado, "abriu fogo, provocando a morte de sete homens, cinco mulheres e um menor", segundo um comunicado divulgado pela Secretaria de Segurança do estado de Veracruz.

A cidade de Minatitlán tem sido alvo do crime organizado na última década, sendo o crime mais comum o sequestro de petroleiros, médicos e professores.

Os casos de homicídio no México aumentaram 15% no ano passado. Segundo dados do Governo, o Ministério Público abriu 28.816 investigações em 2018, sendo que cada caso pode envolver mais do que uma vítima.

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.