Ossos encontrados na nunciatura não são de Emanuela nem de Mirella

Fragmentos encontrados são anteriores a 1964. Mistérios das duas jovens desaparecidas continua por desvendar.

Os ossos encontrados na nunciatura apostólica de Roma não pertencem a nenhuma das duas raparigas desaparecidas, sem deixar rasto, em 1983, Emanuela Orlandi e Mirella Gregori.

Análises feitas às ossadas descobertas revelaram que estes são anteriores a 1964, avança a Rai. Além disso, pertencem a um homem, determinaram as análises a uma parte do fémur que foi encontrado.

Recorde-se que em outubro a guarda suíça encontrou restos de ossos humanos durante obras para de restauro da embaixada do Vaticano em Roma, junto ao Museu Villa Borghese. O Vaticano esclareceu, então, que estava a analisar a descoberta, mas depressa familiares e amigos das jovens, desaparecidas com 40 dias de diferença, acreditaram que podiam ser os seus ossos.

As duas jovens tinham 15 anos, quando desapareceram.

Exclusivos