Mulher defende Woody Allen de acusações de abuso e ataca Mia Farrow

Soon-Yi Previn, filha adotiva de Mia Farrow e atual mulher do ex-marido desta, Woody Allen, diz que mãe a discriminava e desmente acusações de irmã contra o realizador

O "feudo" familiar dos Farrow e Allen continua a fazer correr tinta nos Estados Unidos. Desta vez, foi Soon-Yi Previn, mulher de Woody Allen e filha adotiva da ex-mulher deste, Mia Farrow, a quebrar o silêncio numa entrevista à New York Magazine, na qual defende o realizador das acusações de abuso sexual e critica a mãe.

Recorde-se que uma das filhas adotivas de Allen, Dylan Farrow, acusa-o há vários anos de ter cometido abusos sexuais sobre ela em criança. Uma acusação que o realizador sempre negou. O caso foi investigado duas vezes pelas autoridades, mas em ambas foi arquivado por falta de provas. Dylan, nunca entanto, nunca retirou as acusações, que reitera publicamente com frequência, e tem sido apoiada nessa batalha quer por Mia Farrow quer por vários irmãos, incluindo Ronan Farrow. Este último é o único filhio biológico de Allen e Farrow e, no ano passado, foi um dos jornalistas de outra publicação nova-iorquina, a revista The New Yorker, que denunciaram o escândalo de abusos sexuais envolvendo o realizador Harvey Weinstein.

Soon-yi nunca foi filha de Woody Allen

Soon-yi, de origem sul-coreana, e que ao contrário do que foi frequentemente relatado nunca foi adotada pelo seu atual marido (o pai adotivo é o músico e compositor André Previn, que foi casado com Mia Farrow e do qual herdou o apelido), tem-se mantido em silêncio. Mas desta vez falou sobre tudo: os alegados abusos sexuais de Allen sobre Dylan, que nega; a relação com a mãe, que descreve como alguém que a maltratou frequentemente e descriminou em relação a outros irmãos; e finalmente a forma como se veio a tornar mulher de Woody Allen.

Em relação a este último aspeto da sua vida, Soon-Yi negou que a aproximação entre os dois tenha acontecido quando Allen e Mia Farrow ainda eram casados, insistindo que só depois da separação do ator e realizador e da atriz é que Woody Allen se aproximou dela, numa altura em que já era uma jovem adulta na universidade, acabando a relação entre os dois por evoluir para um romance e para o casamento.

Na sequência da entrevista da mulher de Woody Allen, Ronan e vários filhos biológicos e adotivos de Mia Farrow sobscreveram uma declaração defendendo a mãe. Dylan, por seu lado, reiterou as acusações ao pai adotivo.

Além de Soon-Yi, também Moses Farrow - este, filho adotivo de Woody Allen e de Mia Farrow - já saiu, em maio, em defesa do realizador, criticando também Mia Farrow.

Ler mais

Exclusivos