Ministro francês da Transição Ecológica anuncia demissão

Hulot admitiu que estava "sozinho" e "desiludido" no executivo face à gestão dos dossiês ambientais.

O ministro francês da Transição Ecológica, Nicolas Hulot, anunciou esta terça-feira a demissão do cargo, uma decisão tomada sem ter sido comunicada ao Presidente, Emmanuel Macron, ou ao primeiro-ministro, Edouard Philippe.

"Eu tomo a decisão de deixar o Governo", disse durante uma entrevista à rádio France Inter, após confidenciar que se sentia "sozinho" e "desiludido" no executivo face à gestão dos dossiês ambientais.

"Vou tomar a decisão mais difícil da minha vida, não quero mais mentir para mim mesmo, não quero dar a ilusão de que a minha presença no Governo significa que estamos à altura do desafio", acrescentou.

Nicolas Hulot, que tomou sua decisão na noite de segunda-feira, não avisou nem o Presidente, Emmanuel Macron, nem o primeiro-ministro, Philippe Édouard.

"Eu sei que não é muito formal", admitiu, explicando que receava que o tentassem dissuadir de renunciar ao cargo, "mais uma vez".

O porta-voz do Governo, Benjamin Griveaux, lamentou a saída do ministro e elogiou o trabalho realizado por Nicolas Hulot, mas sublinhou a falta de cortesia para com o Presidente Emmanuel Macron.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.