Aos 97 anos Príncipe Filipe entrega carta de condução

Depois de um acidente em janeiro em que embateu num Kia onde seguiam três pessoas, incluindo um bebé de nove meses, príncipe vai deixar de conduzir.

O duque de Edimburgo entregou a carta de condução, anunciou o Palácio de Buckingham. A decisão surgiu depois de o príncipe Filipe (de 97 anos) ter pedido desculpas por ter provocado um acidente de carro perto da propriedade de Sandringham, em Norfolk, na qual o seu Land Rover Freelander tombou depois de uma colisão com um Kia, onde seguiam três pessoas, incluindo um bebé de nove meses. Neste acidente, a 17 de janeiro, o príncipe conduzia sem utilizar cinto de segurança.

De acordo com o Palácio de Buckingham "após cuidadosa consideração, o Duque de Edimburgo tomou a decisão de entregar voluntariamente sua carta de condução [este sábado] ". A Polícia de Norfolk confirmou que o duque tinha entregado a licença. O duque escreveu ainda à mulher ferida no acidente perto da propriedade rural da rainha. Ele escapou ileso, mas Emma Fairweather, passageira da Kia, fraturou o pulso.

Nesse carro seguiam três pessoas, incluindo um bebé de nove meses, a sua mãe que conduzia e uma outra mulher (Emma Fairweather, 46 anos). Na carta a esta mulher, datada de 21 de janeiro, o duque reconheceu a "experiência muito aflitiva". "Gostaria que soubesse que sinto muito pela minha participação no acidente", escreveu em papel timbrado de Sandringham House.

"O sol estava a refletir sobre a estrada principal. Em condições normais, não teria dificuldade em ver os carros, mas só posso imaginar que não consegui ver a aproximação do carro", frisa no documento. Emma Fairweather já tinha criticado o duque por este não ter contactado as pessoas envolvidas no acidente.

Depois deste acidente, o biógrafo real Hugo Vickers disse à BBC: "Qualquer tipo de acidente de carro aos 97 anos pode causar um choque. Há alguns anos ele [o príncipe] desistiu de pilotar aviões muito antes de precisar, porque estava com medo de que, se algo acontecesse, houvesse muitas críticas. Ele é muito sensato."

O príncipe Filipe retirou-se da vida pública em agosto de 2017, depois de décadas de apoio à rainha Isabel II e participando de eventos de apoio às suas instituições de caridade. O Palácio de Buckingham calculou que completou 22 219 compromissos solo desde 1952. Desde que se aposentou das funções individuais oficiais, apareceu em público ao lado da rainha e outros membros da Família Real em eventos privados e cultos religiosos.

Exclusivos