Igreja no Reino Unido decorada com esculturas de 'As Crónicas de Nárnia'

A igreja de Santa Maria, em Beverley, no Reino Unido, encomenda esculturas de personagens para substituir esculturas medievais. Foram abençoadas nesta semana por Alison White, o bispo de Hull.

As criaturas míticas e animais falantes da série As Crónicas de Nárnia, que encantaram crianças durante 70 anos, encontraram um novo lar numa igreja paroquial do século XII em Yorkshire, no Reino Unido.

Aslan, o leão, a Bruxa Branca, e o Mr. Tumnus, o fauno, estão entre as 14 esculturas de pedra feitas à mão que estão a ser instaladas nas paredes externas da igreja de Santa Maria, em Beverley, para substituir as esculturas medievais que se partiram.

As figuras de Nárnia foram abençoadas esta semana por Alison White, o bispo de Hull, e foram criados como parte de um projeto de restauração de dez anos, parcialmente financiado pelo National Lottery Heritage Fund, focado principalmente em mais de 600 esculturas medievais de madeira dentro da igreja, que incluem representações de reis, santos, anjos, leões, unicórnios e sereias.

Mas as esculturas externas de pedra também se haviam desgastado completamente com o tempo, disse Roland Deller, diretor de desenvolvimento da St Mary's: "Não tínhamos nenhuma evidência pictórica para nos mostrar o que estava lá, então não tínhamos como reconstruir as esculturas originais. Então decidimos encomendar algo novo."

A igreja convidou estudantes locais de Arte e Design para apresentarem ideias. Um desenhou um esboço do Mr. Tumnus, criatora meio homem meio bode que faz amizade com Lucy, a mais nova de quatro irmãos que entram na terra mágica de Nárnia através de um guarda-roupa. "Isso fez-nos pensar que poderíamos encomendar uma série inteira de esculturas de Nárnia inspiradas neste projeto", disse Deller.

As esculturas foram desenhadas e feitas à mão por especialistas da empresa de conservação Matthias Garn. Assim como Aslan, a bruxa, e Mr. Tumnus, também haverá esculturas de Reepicheep o rato, Fledge o cavalo alado, Glenstorm o centauro, Farsight a águia e Jewel o unicórnio.

Os sete livros de As Crónicas de Nárnia, de CS Lewis, foram publicados entre 1950 e 1956 e tornaram-se um clássico da literatura infantil. Os quatro irmãos, evacuados para o campo durante a segunda guerra mundial, envolvem-se na luta entre o bem e o mal no mundo de fantasia de Nárnia.

"A história tem muita ressonância para hoje", disse a Becky Lumley, vigária de Santa Maria. "Os nossos filhos [estiveram] num tipo de confinamento muito diferente daquele da segunda guerra mundial, mas também precisam de imaginar novas possibilidades e esperança. Esses livros não são apenas para crianças, contêm verdades incríveis que ajudam muitos cristãos hoje a refletir sobre a nossa própria compreensão de Deus e da fé."

Lewis, um homem de profunda fé cristã e teólogo, foi homenageado com um memorial no Canto dos Poetas na Abadia de Westminster em 2013, no 50.º aniversário da sua morte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG