Estado brasileiro da Bahia decreta recolher obrigatório em 19 cidades

O recolher obrigatório foi imposto a partir desta quarta-feira em 19 cidades do estado brasileiro da Bahia, no nordeste do país, na tentativa de conter a galopante disseminação do novo coronavírus na região.

O governador da Bahia, Rui Costa, decretou o recolher obrigatório entre as 18:00 e as 05:00 locais (das 22:00 às 09:00 em Lisboa) em 19 municípios do sul daquele estado nordestino e que vigorará até à próxima terça-feira.

"A região que mais preocupa, no que se refere ao avanço do coronavírus, é o extremo sul do estado. Conversámos sobre as necessárias e urgentes medidas de maior restrição, após registarmos taxas altíssimas de contaminação, com cidades a chegar a 200 casos e crescimentos médios diários de 28%", avaliou o governador.

"Se não tomarmos medidas, poderemos presenciar uma explosão de casos e uma explosão na procura de camas nos cuidados intensivos, que não podemos ofertar", acrescentou Rui Costa.

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde brasileiro, na terça-feira o estado da Bahia totalizava 736 mortos e 21.430 infetados, sendo a oitava unidade federativa do Brasil com maior número de casos registados.

A área em que o recolher obrigatório foi imposto está localizada na confluência das duas regiões mais afetadas pelo novo coronavírus no Brasil: nordeste e sudeste.

A pandemia da covid-19 no Brasil teve início no sudeste, a região mais rica e populosa do país, antes de chegar ao resto do país, atingindo fortemente as áreas pobres do nordeste.

Contrariamente a Rui Costa, do Partido dos Trabalhadores, e à maioria dos outros governadores que adotaram medidas de isolamento social, o Presidente do país, Jair Bolsonaro, tem defendido a reabertura das atividades económicas em nome da preservação de empregos, mesmo com a curva da pandemia em plena ascensão.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG