"É um grupo muito antiquado." Trump adia G7 e quer convidar mais países

Presidente dos EUA quer convidar também a Rússia, a Coreia do Sul, a Austrália e a Índia para a cimeira que deverá acontecer antes ou depois da Assembleia Geral das Nações Unidas.

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou que vai adiar a cimeira do G7 que estava prevista para junho e convidar outros países - incluindo a Rússia - para o encontro.

"Acho que o G7 não representa corretamente o que se está a passar no mundo. É um grupo muito antiquado de países", disse aos jornalistas a bordo do Air Force One, onde viajou até à Florida para assistir ao lançamento do Falcon 9 da SpaceX que leva dois astronautas da NASA para a Estação Espacial Internacional.

O presidente disse que iria convidar a Rússia, a Coreia do Sul, a Austrália e a Índia para se juntarem a uma cimeira alargada no outono. Apontou a data de setembro, antes ou depois da Assembleia Geral das Nações Unidas, mas acrescentou que "talvez o faça depois das eleições".

Trump falou de um G-10 ou G-11, dizendo que já tinha falado por alto do tema com os líderes dos quatro países que está a pensar convidar para a cimeira.

Os líderes dos sete países mais ricos do mundo, liderados este ano pelos EUA, tinham previsto um encontro por videoconferência no final de junho, depois de a pandemia de coronavírus ter impedido um encontro em pessoa em Camp David, o retiro presidencial nos arredores de Washington.

Trump anunciou contudo há uma semana que a cimeira poderia afinal ter lugar em pessoa, em Washington, na expectativa de mostrar normalidade.

Contudo, a chanceler alemã, Angela Merkel, rejeitou o convite por causa da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG