Donald Tusk propõe novo adiamento do Brexit

Presidente do Conselho Europeu ouviu líderes da UE27 e anunciou a proposta depois de Boris Johnson ter anunciado que a aprovação do Brexit fica em suspenso.

O presidente do Conselho Europeu já consultou os Estados-Membros e vai recomendar que aceitem a extensão da permanência do Reino Unido na União Europeia. Donald Tusk propõe que a decisão passe através de um procedimento escrito, dispensando que seja convocada uma cimeira extraordinária.

"Após o primeiro-ministro Boris Johnson ter decidido interromper o processo de ratificação do Acordo de Retirada e, a fim de evitar uma saída sem acordo, recomendarei que a UE27 aceite o pedido de extensão do Reino Unido. Para isso, proponho um procedimento escrito", escreveu o dirigente polaco no Twitter.

O pedido de extensão formalizado no sábado pelo primeiro-ministro britânico previa um adiamento de três meses, ou seja, até 31 de janeiro de 2020.

A decisão do presidente do Conselho decorre da votação ocorrida no fim da tarde de terça-feira na Câmara dos Comuns. A proposta do governo de saída do Reino Unido da UE foi aprovada na generalidade, mas os deputados rejeitaram o debate e voto de ratificação até quinta-feira, pelo que Boris Johnson decidiu interromper o processo e aguardar pela decisão dos Estados-membros da UE.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG